• Dra Cleonir M Lui Beck

Meningite


O Que é Meningite ?

Meningite é uma inflamação das membranas que recobrem o cérebro e a medula espinhal (meninges). Pode ser causada por bactérias, vírus e também por outros agentes menos comuns.

A causa mais comum é por vírus, e, também é a menos grave. Embora a meningite causada por bactérias seja mais rara, é potencialmente mais grave e pode ser fatal, se não tratada prontamente.

Pessoas de qualquer idade podem ter meningite, A transmissão e feita de uma pessoa para outra, através de tosse, espirros, fala ou mãos contaminadas. Por isso, é mais comum entre crianças e adolescentes que frequentam escolas e lugares fechados e aglomerados.

Causas de Meningite:

  • Muitas bactérias e vírus, que são associados a outras doenças infecciosas podem causar meningite.

  • Bactérias e vírus podem atingir as meninges através:

  • da circulação sanguínea, vindas da pele, do sistema urinário, gastrointestinal ou respiratório.

  • de um trauma craniano

  • de uma infecção local grave, como infecção de ouvido, ou sinusite.

Tipos de bactérias e de vírus que podem causar meningites:

Diferentes tipos de bactérias podem causar meningite, dependendo da idade:

  • recém nascidos: streptococcus do grupo B, Escherichia coli e Listeria monocytogenes.

  • crianças maiores: Streptococcus pneumoniae (pneumococcus) e Neisseria meningitidis (meningococcus) são mais frequentes. Outra bactéria que também pode causar meningite, é o Haemophilus influenza tipo b (Hib), mas devido à vasta vacinação, é uma causa rara hoje em dia.

Também vários tipos de vírus podem causar meningites virais: enteroviroses (como coxsackievirus e poliovirus) e o herpesvirus.

Como é a trasmissão da meningite?

  • A maioria dos casos de meningite, tanto virais como bacterianas, é devida a infecções que são contagiosas, transmitidas através de pequenas gotas de fluido da garganta e nariz de alguém que está infectado. As gotas podem se espalhar pelo ar quando a pessoa tosse, ri, fala ou espirra. E, assim, podem infectar outras pessoas, através da respiração ou manipulação destas gotículas.

  • Compartilhar alimentos, copos, utensílios de cozinha, ou toalhas pode ser um meio de se infectar também.

  • Alguns agentes infecciosos podem se espalhar através das fezes de uma pessoa, para outra, por falta de cuidado à manipulação, principalmente em escolas e creches.

  • As infecções se transmitem, com maior frequência, entre as pessoas que estão em contato próximo, como aqueles que vivem juntos ou pessoas que estão expostas pelo beijo ou compartilhamento de utensílios de cozinha.

  • Contato casual, na escola ou no trabalho, com alguém que tem uma destas infecções normalmente não irá transmitir o agente infeccioso.

Sintomas de Meningite:

Os sintomas de meningite podem variar dependendo da idade do paciente e da causa da infecção.

Os primeiros sintomas de meningite bacteriana ou viral podem surgir rapidamente ou vários dias após a um resfriado, diarreia e vômitos, ou outros sinais de uma infecção.

Os sintomas mais comuns na meningite bacteriana são:

  • febre

  • letargia (diminuição da consciência)

  • irritabilidade

  • dor de cabeça

  • fotofobia (sensibilidade dos olhos à luz)

  • dor na nuca, com rigidez

  • erupções na pele

  • convulsões

Meningite em crianças:

Crianças com meningite podem não ter os sintomas típicos. Podem apenas ficar extremamente irritadas e letárgicas (mais sonolentos e com pouca atividade), ou somente ter febre.

Outros sintomas de meningites em crianças incluem:

  • rigidez do corpo e pescoço

  • febre ou temperatura mais baixa do que o normal

  • falta de apetite

  • sucção fraca

  • choro ou grito estridente

  • abaulamento da fontanela (a moleira na parte superior / frente do crânio do bebê)

  • icterícia (tonalidade amarelada da pele)

As meningites virais tendem a causar sintomas parecidos com resfriados comuns, como febre, dor de cabeça. Podem ser leves, que muitas vezes, passam despercebidos. Geralmente, melhoram completamente em 7 a 10 dias, sem complicações e sem necessidade de tratamento.

Diagnóstico das meningites:

Havendo sintomas suspeitos de meningite, é muito importante que um médico seja procurado para elucidação.

Após o exame físico, confirmando a suspeita, o médico pode pedir alguns exames laboratoriais, incluindo o "teste do líquor", uma punção lombar para coleta de uma amostra do líquido espinhal. Esta amostra será examinada para sinais de inflamação e presença de bactérias ou vírus.

Tratamento das meningites:

  • Meningites virais: podem requerer hospitalização para observação dos sintomas, ou cuidados em casa. Somente repouso, hidratação e medicações para os sintomas serão necessários.

  • Meningites bacterianas: sempre necessitam de internação para administração de antibióticos intravenosos o mais rápido possível, além de outras medicações, que possam ser necessárias, dependendo de cada caso.

Complicações possíveis das meningites:

As meningites bacterianas podem ser acompanhadas de complicações, que devem ser prontamente tratadas, como:

  • Convulsões

  • Choque

  • Dificuldade para respirar

As sequelas podem variar em gravidade:

  • problemas neurológicos:

  • perda da audição

  • diminuiçaõ da visão

  • convulsões

  • perda de habilidades motoras.

  • também podem ser afetados: coração, rins, glândulas adrenais, dependendo da causa da meningite.

  • porém muitos dos que recebem pronto diagnóstico e tratamento recuperam-se totalmente.

Como é feita a prevenção das meningites?

  1. Vacinas:

  • A vacinação de rotina já dispõe de um grande passo para prevenir a meningite. As vacinas contra a Hib, sarampo, caxumba, poliomielite, meningococo e pneumococo protegem contra a meningite causada por esses microrganismos.

  1. Muitas bactérias e vírus responsáveis por meningite são bastante comuns, por isso, alguns cuidados podem ajudar a diminuir a propagação destes agentes:

  • higiene adequada - incentivar as crianças a lavar bem as mãos, especialmente antes de comer e depois de usar o banheiro.

  • Evitar contato próximo com alguém que é aparentemente doente

  • Não compartilhar alimentos, bebidas, ou utensílios de cozinha

  1. Em certos casos, pode haver necessidade de uso de antibióticos para pessoas que tenham estado em contato próximo com alguém que esteja com meningite bacteriana, com forma de prevenção.

Portanto:

  • Se atendida tratadas prontamente, a criança com meningite pode ser tratada com sucesso, com menos risco de ter complicações e sequelas.

  • Portanto, é importante receber as vacinas de rotina, conhecer os sinais de meningite, e se houver suspeita que seu filho tem a doença, procurar assistência médica imediatamente.

#Pediatria

28 visualizações
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social

Este site proporciona informações seguras sobre Pediatria, Alergia, Imunologia e saúde em geral.

Desenvolvido para promover a saúde, oferece conteúdo fidedigno, correto e de alta qualidade, protegendo a privacidade dos pacientes e respeitando as normas regulamentadoras do exercício ético-profissional da medicina.

Atenção: as informações contidas neste site, não substituem a necessidade da consulta com sua ou seu pediatra.

Todas as fotos expostas neste site têm seus direitos autorais respeitados. Não há foto de pacientes neste site.